Til

Til Til narrativa da maturidade de Alencar publicada em folhetim no jornal A Republica revive o ambiente do interior paulista do seculo XIX Nesse cenario mesclando tracos essencialmente brasileiros ao

  • Title: Til
  • Author: José de Alencar
  • ISBN: 9788525426192
  • Page: 439
  • Format: Paperback
  • Til, narrativa da maturidade de Alencar publicada em folhetim no jornal A Republica , revive o ambiente do interior paulista do seculo XIX Nesse cenario, mesclando tracos essencialmente brasileiros ao lirismo romantico europeu, o autor apresenta Berta mais conhecida como Til , uma jovem excepcionalmente generosa, Jao Fera, um facinora de notavel nobreza, Luis Galvao, umTil, narrativa da maturidade de Alencar publicada em folhetim no jornal A Republica , revive o ambiente do interior paulista do seculo XIX Nesse cenario, mesclando tracos essencialmente brasileiros ao lirismo romantico europeu, o autor apresenta Berta mais conhecida como Til , uma jovem excepcionalmente generosa, Jao Fera, um facinora de notavel nobreza, Luis Galvao, um respeitado pai de familia que esconde um segredo, Miguel, um bravo jovem indeciso entre dois as, e Bras, um menino quase bicho mas encantado pela docura de Berta, entre tantos outros Nesta obra, Jose de Alencar constroi uma historia baseada no amor e no heroismo, alinhada ao seu projeto maior de busca de uma identidade nacional a partir da reafirmacao do regional, completando um grandioso painel formado por O sertanejo, O gaucho e O tronco do ipe.

    • Til : José de Alencar
      439 José de Alencar
    • thumbnail Title: Til : José de Alencar
      Posted by:José de Alencar
      Published :2019-06-19T15:11:50+00:00

    2 thoughts on “Til

    1. Jos Martiniano de Alencar was a Brazilian lawyer, politician, orator, novelist and dramatist He is one of the most famous writers of the first generation of Brazilian Romanticism, writing historical, regionalist and Indianist romances being the most famous The Guarani He wrote some works under pen name Erasmo.He is patron of the 23rd chair of the Brazilian Academy of Letters.Jos de Alencar was born in what is today the bairro of Messejana on May 1, 1829, to priest and later senator Jos Martiniano Pereira de Alencar and his cousin Ana Josefina de Alencar Moving to S o Paulo in 1844, he graduated in Law at the Faculdade de Direito da Universidade de S o Paulo in 1850 and starts to follow his lawyer career at Rio de Janeiro Invited by his friend Francisco Otaviano, he becomes a collaborator for journal Correio Mercantil He also wrote for the Di rio do Rio de Janeiro and the Jornal do Commercio.The house of Jos de Alencar, in MessejanaIt was in the Di rio do Rio de Janeiro, during the year of 1856, that Alencar gained notoriety, writing the Cartas sobre A Confedera o dos Tamoios, under the pseudonym Ig In those, he criticized the homonymous poem by Gon alves de Magalh es Also in 1856, he wrote and published under feuilleton form his first romance Cinco Minutos.He was a personal friend of Joaquim Maria Machado de Assis Coincidentally, Alencar is the patron of the chair Assis occupied.He died in Rio de Janeiro in 1877, a victim of tuberculosis.

    2. Entre vários personagens que marcaram as minhas leituras posso citar Jane eyre do livro do mesmo nome, Gilliatt do livro "Trabalhadores do mar" de Victor Hugo e agora a Menina Berta do livro "Til" de José de Alencar. Til é o apelido de Berta, moça doce , meiga , altruísta , um personagem que me encantou! .Só ela conseguia dominar Jão Fera, homem bruto e violento e também Brás, um jovem com problemas mentais, que só conseguia assumir um comportamento mais humano quando estava próximo D [...]

    3. It's not an easy to read book at first, the romantic writing style can be difficult at times but you forget about it when you start getting into the characters lives. It's also one of those books that make you feel comfortable in your preconceived notions of the characters at first, only to have the rug swept from your first and everything that you believed in suddenly change, and that's what makes this book so good.

    4. Til é um livro divertido, eu diria. Não por causar diversão constantemente ao leitor, mas sim pela "vibe", retratando um cenário bem natural, verde e selvagem, do qual, a maioria do tempo, tem a companhia da personagem título, doce e instigante, Til. Entretanto, as tramas que pincelam a obra não são tão empolgantes até pelo menos o terceiro ato. Isso é mais prejudicado com a construção do enredo, que apresenta algumas histórias paralelas aparentemente irrelevantes. Por mais que tais [...]

    5. Oi gente tudo bom?Aqui é o Guilherme, bom, hoje trago mais uma resenha / análise pra vocês, dessa vez é um título do José de Alencar que está na lista Unicamp/Fuvest desse e do próximo vestibular.Comecei o livro não muito crente que iria gostar, Senhora eu abandonei na metade da leitura(mesmo não gostando de deixar pela metade), este ano Senhora saiu e entrou este na lista thanks of god, eu não conhecia esse título do autor, ele junto com "O Gaúcho", "O Sertanejo" e "O Tronco do Ip [...]

    6. the worst book i have had ever read and the last one, unfortunately, i had finished (this makes more than 1 year). It's a trauma.

    7. Primeiramente, antes da leitura, devemos derrubar essa barreira e acabar com todo o preconceito sobre os temidos clássicos da literatura, principalmente os que são pedidos para vestibulares, como os da Fuvest e da Unicamp. Til no caso, é pedido de ambos. Inicialmente, como a maioria dos livros de época, tem um início monótomo e de aparência vagarosa e chata. Porém, engana-se quem acha que Til, é assim. Não digo, que inicialmente ele não seja, tornando a leitura difícil de se deslanch [...]

    8. Se a Rosaura do Guimarães (não confundir com a Isaura) é o que vc lê pra saber de Sampa antiga, Til é o que vc lerá pra saber das fazendas paulistas. E pra experiência mais maluca de clássicos até agora. E olha que o da Rosaura é bem maluco.Mas não tem nem comparação, o Alencar é simplesmente melhor escritor. E ele deixa as personagens fazerem alguma coisa. Berta/Til é uma menina mágica mais ou menos típica do romantismo, e tem a fibra que as personagens desse autor geralmente t [...]

    9. A leitura inicial de "Til" de José de Alencar é muito cansativa, que nos deixa perto de desistir da empreitada. Com o passar das páginas e da persistência do leitor a narrativa se torna cada vez mais misteriosa e envolvente. A escolha do livro foi movida inicialmente pela curiosidade, que talvez findasse pela decepção de uma leitura longa, cheia de termos rebuscados que beiram o ininteligível. Tal foi minha surpresa ao terminar o livro, descobrir que mesmo depois de já ter escrito a maio [...]

    10. Es una lectura obligatoria de escuela, eso ya dice mucho. Lo cierto es que podría haber sido peor.Mi problema con los libros de época es el lenguaje y la narrativa densa del infierno. Todavía no soy tan pro en portugués como para deducir los coloquialismos que estaban ahí.Con toda razón este libro es una obra con gran valor documental, José de Alencar describe exhaustivamente el paisaje de la región de São Paulo y las costumbres de la sociedad en esa época. Por esto y por sus marcadas [...]

    11. Linguagem muito regional o que atrapalha no entendimento do texto.Mesmo assim consegue manter a trama atual, contendo algumas revelações surpreendentes e interessantes.É bastante parado no começo mas na parte 2 mostra a que veio.Se está procurando por um livro de leitura fácil pode passar reto,mas se pretende ler algo mais antigo e poético sugiro este.É um livro oara leitores mais refinados.

    12. A idealização da mulher chega a ser nojenta. A retratação dos negros também.As descrições dos cenários são ótimas, mas a história infelizmente não me deu vontade nem de continuar a ler, terminei só por ser obrigatório pra vestibular.

    13. A linguagem regional e rebuscada não foi um obstáculo para a apreciação dessa incrível obra de José de Alencar. Simplesmente uma das histórias mais cativantes e originais já por mim conhecidas. Espero em breve conhecer novos trabalhos do Alencar.

    14. Muito bom. Um livro de vestibular que consegue ser realmente legal de ler. Eu não conseguia parar de tão envolvida. É como se fosse um suspense romance. Recomendo para leituras leves e descontraídas. Muito involvente.

    15. Livro para quem gosta de descrições. A história é bonitinha, porém bobinha. A primeira parte do livro, que é a mais importante, parece não passar nunca. A leitura só começa a render mesmo na segunda parte, que é a única que tem um pouco de ação. Gostei mais de ter lido Senhora!

    16. Fiz um esforço em ler por constar na lista do vestibular. É um romance bem meloso, e é através dessa melosidade toda, que José de Alencar compartilha conosco a inteligência de sua lingua culta.

    17. Esse foi o melhor livro do José de Alencar que eu já li!Não concordo com o final de alguns personagens, mas de maneira geral, achei esse livro ótimo.

    18. Aventura, mistério, paixões, típica novela das 6h ambientada no século XIX. Impossível não se apaixonar por cada personagem. Alencar soube muito bem aplicar a fórmula que faz vender livros.

    Leave a Reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *